Festa de Santa Paulina do Coração Agonizante de Jesus

No dia 09 de julho, dia de encontro com o Senhor, dia de encontro com a família. Dia dedicado a Santa Paulina do Coração Agonizante de Jesus, nossa Padroeira.

Amábile Lúcia Visintainer, italiana de nascimento e brasileira de coração, viveu na simplicidade, dedicando sua vida aos mais necessitados como o próprio Cristo nos ensinou.

Nesta simplicidade, a Comunidade Santa Paulina da Paróquia Sagrado Coração de Jesus – Santos Dumont, abre as portas do coração para celebrar os 20 anos de caminhada no Senhor. Caminhada entre espinhos e pedras, entre tombos e tropeços que a cada dia nos dá ainda mais a certeza que a vitória é garantida, porque nossa vitória é o céu, é o Cristo Vivo, Senhor do tempo e da história.

A Santa Missa foi presidida pelo Pároco Padre Luiz Carlos de Brito, que nos deixou a seguinte mensagem:

“Que alegria ver a casa cheia para celebrar Cristo, através da vida e testemunho de santidade de uma santa de nossos tempos. Próxima de nossa realidade, exemplo de fé em Jesus Cristo.

Ela nos remete a Cristo e nos chama a viver e dar testemunho de santidade, essa é a vocação maior, ser Santos.

Foi sempre fiel a Cristo seguiu em tudo Seus passos, não teve medo de perder a vida pela causa de Jesus. Despiu-se de si mesma para revestir-se d’Ele.

A palavra de Deus hoje vem falar de nossas lutas do dia a dia. Assim como Jacó lutou contra Deus e passou a ser chamado de Israel que significa: Força de Deus, nós devemos lutar contando sempre com as forças do nosso Deus. Somente pela fé venceremos.

A Comunidade Santa Paulina persevera a duas décadas pela força da fé. Enquanto estivermos neste mundo a nossa luta continua.

Devemos ser gratos pelas lutas vencidas, por cada vitória conquistada. Precisamos estar unidos aos mesmos sentimentos de Jesus como nossa Padroeira. Por isso é necessário haver compaixão, sentir a dor do outro. A compaixão nos move para a ação e tentar sanar o sofrimento do irmão”.

Finalizou louvando e agradecendo pela vida de cada agente de pastoral e de cada Sacerdote que passou pela vida da Comunidade. “Assim como ao final do santo Evangelho Jesus nos diz: ‘Pedi, pois, ao dono da messe que envie trabalhadores para a sua colheita!’, rezemos, portanto, para que o Senhor envie mais operários para nossa comunidade”.

Nós também queremos agradecer as Comunidades, Pastorais, Movimentos, Entidades, as Irmãs Operárias e a todos os que participaram da Festa em louvor a nossa Padroeira.

Agradecemos de modo especial ao sr. José Aparecido que desde o início da caminhada da Comunidade se faz presente em nosso meio para nos ajudar a crescer como bons frutos para a colheita.

%d blogueiros gostam disto: